Bem Vindos!

"Sejam felizes enquanto estiverem ouvindo a Web Radio Amiga, afinal a musica baileira transmite a alegria dos bailes e o aperto no caração de amores e paixões resolvidas ou não, mas que marcam nossa vidas e que gostamos de viver e reviver."



Horóscopo



terça-feira, 26 de maio de 2009

MARCELO MARRONE

RESENHA

MARCELO MARRONE SURGIU A 8 ANOS QUANDO ELA TOCAVA EM BARZINHOS, PASSANDO POR ALGUMAS BANDAS REGIONAIS QUANDO FOI DESCOBERTO PELOS EMPRESARIOS MANOEL GOMES E CHARLES SALOMÃO DA BAND FM DE EUNAPOLIS QUE LOGO GRAVARAM SEU PRIMEIRO CD DE FORRÓ, COM UM TIMBRE DE VOZ MUITO PARECIDO COM O DE BRUNO DA DUPLA BRUNO E MARRONE VEIO LOGO UMA IDEIA DE GRAVAR ALGUNS SUCESSOS EM UM RITMO QUE SE CONSAGROU NA BAHIA O ARROCHA E AI VEIO O PRIMEIRO SUCESSO A MUSICA "LOCUTOR" DE BRUNO CALLIMAN E HOJE ELE É RECONHECIDO NO PAÍS TODO COM O SUCESSO "BEBER, CAIR E LEVANTAR. E AGORA CHEGOU O SEU + NOVO CD O VOL 4 COM A MUSICA CHACHAÇA NA GULEA COM PART. DO CANTOR TAYRONE CIGANO.

FONTE: GARAGEM MP3

MÚSICAS DE MARCELO MARRONE PARA OUVIR:


domingo, 24 de maio de 2009

Luiz Cláudio e Giuliano


Luiz Cláudio & Giuliano

No ano de 1991, Luiz Cláudio e Giuliano se conheceram no show da dupla Matogrosso e Mathias, na cidade de Uberlândia-MG, foi quando começaram a cantar junto em algumas casas noturnas na cidade de São Paulo e com participações também nos shows do Matogrosso e Mathias.Luiz Cláudio:Nasceu na cidade de Araguari - MG, começou a cantar aos 6 seis anos de idade, participando de festivais na cidade de Uberlândia - MG e em toda região do Triangulo Mineiro. Aos 16 anos gravou seu 1º disco, ainda em formato LP, onde se destacou com a musica "DANIELA", que alcançou o topo das paradas de sucesso no Triangulo Mineiro, Sul de Goiás e Mato Grosso em 1990.No ano de 1991, durante um show de Matogrosso & Mathias, "LUIZ CLÁUDIO & GIULIANO" se conheceram, foi quando começaram, em São Paulo - SP, a tocar em algumas casas noturnas. Paralelo à dupla, "LUIZ CLÁUDIO", trabalhou como back-vocal do grupo de pagode "SÓ PRA CONTRARIAR", no período de 1994 à 1997, onde teve a chance de mostrar um pouco do trabalho como compositor, tanto nos CD's do grupo, quanto de outros artistas.Principais composições:Bruno & Marrone: "Transito parado" (com a parceria de Giuliano); e no 2º DVD a musica, "Te amar foi ilusão" (com a parceria de Bruno).A Vida Disse NãoSó pra contrariar: "Amor verdadeiro", "Minha metade", "O samba não tem fronteiras", "Nunca mais te machucar" e " Amor, você e eu".Belo: "Eternamente" e "Valeu esperar".Gian & Giovane:"A verdade veio a tona".Leandro & Leonardo: "Paixão de rodeio".Crystian & Ralf:"Momentos de nós dois".Matogrosso & Mathias: "Não jogue fora o amor que eu te dei".Sorriso Maroto: EnganoBanda Calipso: Nem Sim,Nem NãoGuilherme & Santiago: Pra que Chorar,Cada Vez MaisVavá: "Desencontros", "Sim ou não" e "Não te deixo me deixar".Giuliano:Nasceu na cidade de Alto Piquiri -PR,`a partir dos sete anos de idade como,Wander Silva, cantava e tocava guitarra nos shows que seus pais "Tenório & Loirinha" (DUO CRISTAL), realizavam nos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.Em 1988, veio para São Paulo - SP, onde trabalhou com grandes artistas; tais como: Bruno & Marrone,Rick & Renner, Matogrosso & Mathias, Jayne e Pedro & Thiago; como arranjador, guitarrista, violonista e/ou produtor musical. Principais produções:Matogrosso & Mathias: 2 CD.s, "Pele de maçã" e "Tentei te esquecer ". Juliano Cezar: 1 CD, com participação de Rio Negro & Solimões.Bruno & Marrone: Arranjos das músicas "Transito parado","Te amar foi ilusão","O amor está aqui","Por te amar demais","Meu presente é você",O sonho não acabou","Conselho","Vou pedir a Deus você","Assim como o sol","Doideira","Dona do meu sentimento","Abafa o caso","Cuida do nosso amor.Guilherme e Santiago: "Pra que chorar","Quem disse adeus foi você","Não demora","Cada vez mais",Essa paixão me machucou","Amor pra toda vida","Armadilha","Marcas","Se é amor eu amo.Leonardo: "O amor"Asa de Águia: "Doideira"Luiz Cláudio e Giuliano: "Foi covardia","Dois apaixonados","Fala",Olhe pra nós dois","Meu segredo part. Bruno e Marrone.Gian e Giovani: "Eu dou a cara pra bater"Matogrosso e Mathias: Amor sem fim","nossas canções".Pedro & Thiago: "3, 10 ou 1000","Vou ganhar você", "Você no meu coração" e "Quero te dizer".Principais composições:Bruno & Marrone: "Trânsito parado"(com a parceria de Luiz Cláudio);"O amor está aqui","Meu presente é você",(com a parceria de Tivas), "Por te amar demais","O sonho não acabou",Vai sofrer pra lá", "Assim como o sol",Vou pedir a Deus você","Doideira", "Dona do meu sentimento",(com a parceria de Bruno).Guilherme e Santiago: "Pra que chorar", "Vem brincar de amar", "Amor pra toda vidaAsa de Águia: "Doideira"Luiz Cláudio e Giuliano: "Olhe pra nós dois",Dois apaixonados"Gian e Giovani: "Eu dou a cara pra bater"Banda Calypso: Nem sim,nem nãoMatogrosso e Mathias: "nossas canções".Roberta Miranda: "Vou botar você na linha".Pedro & Thiago: "3, 10 ou 1000", "Vou ganhar você", "Você no meu coração" e "Quero te dizer".

Integrantes
Luiz Cláudio(voz)
Giuliano(voz e violão)
Dados para Contato
Telefone: visite o site:



FONTE: GARAGEM MP3
ALGUMAS MÚSICAS PARA OUVIR:

Odair José

UM POUCO DA HISTÓRIA DE UM DOS MELHORES ARTISTAS BRASILEIRO.

Odair José de Araújo (Morrinhos, GO, 16 de agosto de 1948) é um cantor e compositor brasileiro, de estilo popular-romântico-brega
Odair começou como crooner na adolescência até meados dos 17 anos quando começou a compor. Nos Anos 70 sua música teve influências da música caipira americana. Excursionou pelo country de raiz de Hank Williams e Johnny Cash em seus primeiros discos. Em 1977 fez um opera-rock na música "O Filho de José e Maria", chegando a ser rotulado como o "Bob Dylan Brasileiro".
A partir dos anos 80 se consagrou no estilo brega com forte apelo popular como "Uma Vida Só", conhecida popularmente pelo seu refrão, "pare de tomar a pílula", que foi censurada pelo governo brasileiro pelo suposto entendimento de que a canção fazia propaganda contrária à distribuição das tais pílulas para o controle de natalidade. Também de forte apelo popular, na canção "Deixa Essa Vergonha De Lado", Odair José deu seu total apoio à empregada doméstica, função que no início da década de 1970 não era legalizada, e a música de Odair ajudou em muito para que essa profissão fosse o que é hoje, por isso, Odair ficou com a alcunha de "o terror das empregadas", valendo lembrar, que na canção, Odair relata uma empregada que namora um rapaz, e, com vergonha, diz que aquela casa é a sua casa, que o garoto que leva pra escola é seu irmão, então, o moço pede para que a moça deixa a vergonha de lado, que, pelo fato de ela ser uma simples empregada, não modificará seu amor.
Odair José também emplacou sucessos tremendos como "Eu Vou Tirar Você Deste Lugar", "Eu, Você e a Praça", "Assim Sou Eu", "Na Minha Opinião", "A Noite Mais Linda Do Mundo", "Essa Noite Você Vai Ter Que Ser Minha", "Foi Tudo Culpa do Amor", "Sem Saída", entre outros grandes sucessos, além do grande hit "Cadê Você" composta e gravada por Odair José no início da década de 1970 e que estourou nas paradas em 1990 nas vozes de Leandro e Leonardo, sendo que esse hit foi também regravado por Roberta Miranda.
Odair conta uma curiosidade na época em que Leandro e Leonardo pretendiam gravar "Cadê Você", pois a dupla o encontrou e disse a ele que a canção faltava uma parte, sendo que Odair disse à dupla que estava certo, que a música assim mesmo, daí, Leandro e Leonardo a gravou e a música se transformou em um de seus maiores sucessos.
Odair José foi casado com a Cantora Diana, com quem teve uma filha, Clarice, mas logo se separaram, após uma relação conturbada.
De volta à mídia desde o final da década de 1990, Odair José continua fazendo jus ao estilo musical que o trouxe as paradas de sucesso.
FONTE: WIKIPÉDIA

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Corpo e Alma


Histórico
Em 1968 após ter vencido o concurso musical promovido pela Rádio Colonial de Três de Maio - RS, o conjunto Jazz Sabiá se profissionaliza formando o grupo musical Montreal, tendo como fundadores: Ireno Eichelbrger (Piston), Danilo Eichelbrger (Contra baixo), Wili Graebin (Sax), Victor Procknow (Piston e Trompete), João Jorge Balz (Guitarra), José Balz (Teclado) e Walter Bricnkmann (Bateria).
Este grupo gravou o primeiro disco (vinil) do Corpo e Alma pela gravadora Riograndense de Porto Alegre. Mas este nome (Montreal) teria curta duração porque em 1971 após uma turnê, o grupo se reuniu com o professor e filósofo Pedro Ivo Dapper que apresentou uma proposta para mudar o nome e as características da banda, surgia então o Grupo Corpo e Alma.
Logo após estas mudanças o grupo grava seu segundo disco (vinil) pela extinta gravadora Mericler no qual várias músicas tiveram destaque nas rádios da região. No terceiro disco do grupo, todo orquestrado, percebem-se as influências de orquestras famosas como as de Ray Conniff e Paul Moriartt. Em 1983 o grupo grava seu quarto disco no qual se destacam músicas como: "Já Dissemos adeus" e "Sábado", que vem lançado pela gravadora Acit de Caxias do Sul, com a qual o Corpo e Alma continuou gravando até o CD Vol. 13 (1996).
Em 1997, quando o grupo apresentou uma proposta inovadora para a gravadora, a mesma negou todo e qualquer tipo de investimento ao grupo. Após ouvir a música "Aquela dos Olhos Negros" o empresário Angenor Nicolau da gravadora Faixa Nobre demonstrou grande interesse em contratar o grupo para gravar o CD Vol. 14. Com o contrato recendido Corpo e Alma e Faixa Nobre se uniram com um só propósito: VENCER. Foi exatamente isso que aconteceu, o CD Vol.14 vendeu 45.000 cópias.
Em dezembro de 1999 chega as lojas o CD Vol. 15 no qual o grupo gravou duas faixas ao vivo "Aquela dos Olhos Negros" e "Nosso Amor Terminou" CD este que em seis meses vendeu 60.000 cópias.
No ano de 2001, Corpo e Alma gravou um CD que consiste de regravações de músicas que marcam a juventude e as histórias dos anos 70. No ano de 2002, atualmente o grupo está concluindo um novo trabalho, o qual deseja apresentar aos amigos e fãs em breve.
Nessa trajetória de 31 anos, Corpo e Alma têm estado em muitos lugares onde pode contar com a felicidade de conquistar muitos amigos. E graças a esses "fãs e amigos do peito" Corpo e Alma é um grupo que cresce cada vez mais.
São 31 anos de história, projetos e sonhos. Ao longo desses anos, muitos profissionais e músicos participaram da efetivação desses sonhos. A eles, que engrandecem o grupo, nosso reconhecimento.
DISCOGRAFIA:

RÁDIO AMIGA É BANDA, SERTANEJA, GAÚCHA, FORRÓ E MÚSICAS REGIONAIS.

TEIXEIRINHA

Quem foi teixeirinha?
Vítor Mateus Teixeira, mais conhecido como Teixeirinha, (Rolante, 3 de março de 1927Porto Alegre, 4 de dezembro de 1985) foi um cantor e compositor brasileiro, também conhecido como o Rei do Disco, pelos recordes de vendas de discos que conseguiu em sua época, o disco coração de luto chegou a superar 11 milhões de cópias vendidas.


Biografia
Teixeirinha teve uma infância difícil, especialmente por ter perdido aos seis anos o pai, um carreteiro, e aos nove anos a mãe, em um incêndio. Em 1961 tornou-se sucesso nacional com o lançamento de "Coração de Luto",que falava da trágica morte de sua mãe, no programa do Chacrinha. Ainda em 1961 conheceu em Bagé a cantora Mary Terezinha, que se tornou sua efetiva companheira.
Atuou também no cinema, sendo que o filme Coração de Luto, de 1966, era uma autobiografia.
Teixeirinha é um típico músico da música gaúcha, sendo ele um ícone do estilo. Uma de suas canções mais famosas é "Querência Amada", que em sua introdução possui uma dedicatória ao pai.
Teixeirinha e Mazzaropi foram os maiores fenômenos populares do cinema brasileiro regional. No caso do cantor gaúcho, seus filmes chegaram a superar 1,5 milhões de espectadores, obtidos apenas nos três estados do sul do país. Eram co-produzidos por distribuidores e exibidores locais, que lhes asseguravam a permanência em cartaz. Sua última produção, "A filha de Iemanjá" foi distribuída pela Embrafilme com fracos resultados. Uma análise mais detalhada dos resultados de exibição pode conduzir a uma melhor compreensão da relação regional da distribuição e da exibição.

Discografia
1961 - O Gaúcho Coração do Rio Grande
1961 - Assim é nos pampas
1961 - Um gaúcho canta para o Brasil
1962 - Saudades de Passo Fundo
1962 - Teixeirinha, volume 4
1963 - Teixeirinha Show
1963 - Teixeirinha interpreta
1963 - Êta gaúcho bom
1964 - Gaúcho autêntico
1964 - Canarinho cantador
1965 - O rei do disco
1965 - Bate-bate coração
1966 - Disco de ouro
1966 - Teixeirinha no cinema
1967 - Coração de Luto - trilha sonora do filme
1967 - Mocinho aventureiro
1967 - Dorme Angelita
1968 - Doce coração de mãe
1968 - Última tropeada
1969 - O rei
1969 - Volume de prata
1970 - Carícias de amor
1971 - Fora de série
1971 - Entre a cruz e o amor
1971 - Chimarrão da hospitalidade
1972 - Ela tornou-se freira - trilha sonora do filme
1972 - Minha homenagem
1973 - O internacional
1973 - Sempre Teixeirinha
1974 - Última gineteada / Menina que passa
1975 - Pobre João - trilha sonora do filme
1975 - Aliança de ouro
1975 - Lindo Rancho
1977 - Norte a Sul
1977 - Canta meu povo / Fronteira gaúcha
1978 - Amor de verdade / Inseparável violão
1978 - Menina da gaita / O Centro-Oeste brasileiro
1979 - 20 anos de glória
1980 - Menina Margareth / Vida e morte
1981 - Iemanjá - trilha sonora do filme
1982 - Que droga de vida / Infância frustrada
1982 - Dez desafios inéditos - Teixeirinha e Mary Terezinha
1983 - Chegando de longe / Apenas uma flor
1984 - Guerra dos desafios - Teixeirinha e Nalva Aguiar
1984 - Quem é você agora / Amor desfeito
1985 - Amor aos passarinhos
1993 - Os Grandes Sucessos de Teixeirinha
1994 - Teixeirinha Canta com Amigos
Fonte: Wikipédia

RÁDIO AMIGA AQUI VOCÊ HOUVE MÚSICAS GAÚCHAS, SERTANEJAS, BANDAS, TCHE MUSIC, FORRÓ E MÚSICAS REGINAIS

quinta-feira, 14 de maio de 2009

UM POUCO DO MESTRE DO REPENTISMO


Gildo de Freitas

Gildo de Freitas (Porto Alegre, 19 de junho de 1919— Porto Alegre, 4 de dezembro de 1982), nome artístico do cantor e compositor brasileiro Leovegildo José de Freitas.

Possuia um estilo muito próximo ao do também tradicionalista Teixeirinha, com quem, apesar de algumas divergências, por vezes fez parcerias e rivalizava em popularidade.

Trabalhou em diversas profissões, mas era a rigor um trovador e cantador popular.

4 de dezembro, data de sua morte, foi instituído como Dia Estadual do Poeta Repentista Gaúcho no Rio Grande do Sul, pela Lei Estadual RS 8.814 de 10 de Janeiro de 1989.


Cronologia

1919 - Nasce em Porto Alegre, no bairro Passo D'Areia.

1931 - Gildo foge de casa pela primeira vez, aos 12 anos.

1937 - É tido como desertor, por não ter se apresentado à convocação militar. Envolve-se na primeira briga séria, onde morre um jovem amigo. Primeira prisão. Cria ódio da polícia.

Aos 18 anos Gildo de Freitas animava bailes em diversos Locais da Região Metropolitana e um desses bailes foi interrompido no meio da noite pela policia. Otavio 17 anos, amigo de Gildo responsável pela música juntamente com o Gildo era um guri esquentado. Reagiu a ordem dos Milicos dizendo que não iriam parar com o som coisa nenhuma. Os Pms não admitiram ter suas ordem não obedecida. O clima esquentou, garrafas , cadeiras voaram para todos os lados e Otavio acabou baleado. Ao ver a queda do amigo, Gildo se resolveu entregar. Terminando com as brigas imaginou que o parceiro receberia atendimento logo.Acabou sendo pior, dominado apanhou ainda mais. E ao ser informado da morte do companheiro, revoltou-se tanto que jamais conseguiria encarar um homem fardado sem reagir de forma virulenta.

Por essas e por outras se diz que Gildo de Freitas, gaiteiro, trovador, poeta popular e um grande brigão jamais entrou em pé em uma delegacia. Em todas às vezes (foram varias) que foi preso precisou ser arrastado para a cadeia e por muitos policias.

1941 - Casamento com dona Carminha. Passa a ter morada fixa no bairro de Niterói, em Canoas, grande Porto Alegre. Continuam os contratempos com a polícia.

1944 - Nasce o primeiro filho depois de dois perdidos. Gildo começa a viajar bastante e a ser reconhecido como trovador. A polícia mantém-se em cima.

1949 - Trovador com fama ascendente em todo o Rio Grande do Sul, desaparece de casa e reaparece na fronteira gaúcha. Em longa temporada passada no Alegrete, mal consegue caminhar, com problema de paralisia nas pernas.

1950/51 - Em São Borja, conhece Getúlio Vargas e entra em sua campanha política. Param as perseguições policiais. Primeira viagem ao Rio de Janeiro.

1953/54 - Faz fama como trovador nos programas de rádio ao vivo em Porto Alegre. Volta à viver no bairro Passo d'Areia com a família.

1955 - Encontro e identificação como Teixeirinha. Muitas viagens. Mudança para o bairro Passo do Feijó e abertura do primeiro bolicho.

1956/60 - Torna-se a maior atração do programa Grande Rodeio Coringa, nos domingos à noite. Mais viagens com Teixeirinha.

1961/62 - Declínio dos programas de rádio ao vivo, televisão começando. Gildo resolve largar de mão a "cantoria" e inventa de criar porcos.

1963 - Viagem a São Paulo para gravar o primeiro disco.

1964 - É lançado o primeiro LP. Em meados do ano é "convidado" a prestar depoimento sobre suas ligações com o trabalhismo.

1965 - Início da célebre disputa com Teixeirinha através dos discos. Jango o convida para viver no Uruguai e ele não aceita.

1970/77 - Várias internações em hospitais, sucesso popular das gravações, muitas viagens. A "briga" com Teixeirinha chega ao auge. Mudança para Viamão.

1978 - Inaugura em Viamão a Churrascaria Gildo de Freitas e dá início aos bailões.

1982 - Grava o último disco, para a mesma gravadora dos outros todos, a Continental.

1982 - Última internação em hospital, últimas aparições públicas em programas de televisão. Morte em 4 de dezembro.
Fontes: WIKIPÉDIA E
http://gildodefreitas.blogspot.com/Onde pussui o histórico completo com versos e letras.

Veja uma de suas apresentações no Galpão Criolo de 1983.

terça-feira, 5 de maio de 2009

CALCINHA PRETA - FENÔMENO

A Calcinha Preta é a banda de forró que mais impressiona o público em todo o Brasil, com seu espetáculo de som, luzes e efeitos especiais de última geração. Suas canções, figurinos e coreografias produzem no público sensações jamais proporcionadas por nenhuma outra banda de forró.Em meados da década de 90, o forró ganhou uma nova roupagem. O ritmo tornou-se mais acelerado, arranjos ganharam mais instrumentação, temas modernos inspiraram novos estilos de canções, e o palco passou a ser cenário de grandes espetáculos de decorações inovadoras, coreografias de dançarinos e efeitos especiais em luzes e sons. Surge então a era da revolução da música nordestina, e no contexto, Calcinha Preta surge com seu primeiro CD “A Banda de Forró Mais Gostosa do Brasil”, vendendo de imediato mais de 100 mil cópias, e atraindo milhares de fãs em todo o Brasil.São mais de 200 mil cópias vendidas no primeiro DVD, 200 mil no segundo DVD e mais de 3 milhões de CD's vendidos ao longo dos 10 anos de carreira.Para incrementar tal sucesso e ampliar os horizontes, firmou-se em 2005 uma parceria com a empresa RC3, que faz um trabalho de marketing, divulgação e venda de shows nas regiões sudeste, sul e centro-oeste do país. Tal parceria tem consolidado ainda mais o trabalho iniciado no menor estado brasileiro, e que tomou conta dos quatro cantos do país.Atualmente, a Calcinha Preta participa das maiores feiras agropecuárias do Brasil, disseminando o ritmo (que até então era limitado ao Nordeste e somente à cidade de São Paulo) por todo o sudeste, reunindo verdadeiras multidões, que aplaudem e cantam suas canções nos shows pelo interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.Seu site oficial na Internet é um dos mais completos e acessados da rede, possuindo uma estrutura tecnológica rica e moderna, com recursos e tendências de última geração. Com um nível de acessibilidade internacional, possui altíssimo índice de visitação global, mantendo uma presença mínima de 40 países visitantes/mês no mundo inteiro.O espetáculo da banda leva ao palco nove músicos, quatro vocalistas e quatro casais de dançarinos, que emocionam o público com seus ritmos, melodias, figurinos, coreografias e cenários, capazes de impressionar inclusive a crítica especializada, lotando casas de shows e praças. Desde a sua criação em 1995, a Calcinha Preta possui uma discografia de enorme sucesso, numa carreira sempre na ascendente.

FONTE: Garagem MP3

CURTA MAIS DE 60 MÚSICAS DA BANDA CALCINHA PRETA:


SANDRO LÚCIO - O REI DO BREGA

Sandro Lúcio, cantor e compositor, nascido na cidade de São Mateus - ES. Radicado no estado do Mato Grosso, vem de uma grande família de onze irmãos, no qual é o filho mais velho.Nasceu artisticamente em São Paulo e hoje já possui vinte anos de carreira solo.Possui 24 (vinte e quatro) trabalhos, 20 (vinte) CD's e quatro (4) Vinis, incluindo coletâneas. Inclusive com grandes sucessos:"Amar e ser amado é viver" e "Paloma" Ganhou seu primeiro DISCO DE OURO no programa do nosso saudoso Bolinha na TV Bandeirantes.Em 2000, voltou a brilhar e fazer muitos shows pelo Norte e Nordeste do Brasil, com as músicas: "Laço aberto" e "Mete o pé na bunda dele", que já saiu do estúdio com ótima aceitação pelo público brasileiro, evidenciando uma vendágem expressiva.De 2000 à 2006, Sandro Lúcio lançou 10 (dez) CD's, intitulados:"Laço Aberto" em 2000;"Mulher Precisa de Carinho" em 2001;"Aparta que é Briga" e "Sandro Lúcio Especial" em 2002;"Tiro Certo" e "Sandro Lúcio ao VIVO em Jequié" 2003;"Dessa Vez" em 2004;"Estou Apaixonado por Você" em 2005;"Cuida de Você pra Mim" e "Solidão de um Caminhoneiro" em 2006. Lançado recentemente pela gravadora FM CD, que promete muito.em 2007 um sonho realizado seu primeiro DVD Lançado pela gravadora MD Music.. e já estouro Nacional.Sandro Lúcio agradece muito a Deus e ao público fiel que o acompanha à vinte e dois anos.

Fonte: Garagem MP3

OUÇA ALGUNS SUCESSOS DE SANDRO LÚCIO: