Bem Vindos!

"Sejam felizes enquanto estiverem ouvindo a Web Radio Amiga, afinal a musica baileira transmite a alegria dos bailes e o aperto no caração de amores e paixões resolvidas ou não, mas que marcam nossa vidas e que gostamos de viver e reviver."



Horóscopo



quinta-feira, 27 de outubro de 2011

BANDA CHEIRO DA FLOR



Essa é a BANDA CHEIRO DA FLOR,desde março de 2005, o nome da banda foi estrategicamente escolhido por Cardial, empresário e diretor da AGR Produções, Com sua vasta experiência no campo musical, percebeu a necessidade de algo novo nos palcos do sul, inovando com a mistura de ritmos e dança, sendo um grande sucesso,o nome tem tudo a ver com o estilo da banda , se destacando no forró e o sertanejo Com shows no Rio Grande do Sul, Sta Catarina, Paraná,Mato grosso do Sul, Mato Grosso, Brasília, Goias, Bahia, acaba de conquistar também a confiança no centro do país SP.

Com sua música de trabalho "VOU APELAR" na voz da vocalista JOSI, ao lado de FERNANDO & GUSTAVO cantando "VAMOS PRA LA BEBER", e a alegria contagiante dos músicos e dançarinas ROSANE & ALINE, interagindo diretamente com o público conquistando cada vez mais fãs e amigos. Equipamento, transporte e cenário próprio.

terça-feira, 15 de março de 2011

Os Serranos


OS SERRANOS - Conjunto musical gaúcho, fundado em 1968 em Bom Jesus, na serra do Rio Grande do Sul.

No início, uma dupla de acordeonistas - Edson Becker Dutra e Frutuoso Luis de Araújo, ambos nascidos em Bom Jesus.

A dupla gravou seu primeiro disco - um compacto duplo - em 1969 - na gravadora Copacabana, tendo como padrinho e apoiador, Honeyde Bertussi. Este, já artista famoso à época, escreveu uma carta de recomendação àquela gravadora e OS SERRANOS se foram para São Paulo e... gravaram!!!

Os destaques deste primeiro disco foram: Minha Querência (chote em homenagem a Bom Jesus) e a valsa Suspiro de uma saudade.

Três anos mais tarde, voltaram a São Paulo e, pela gravadora Califórnia, gravaram o primeiro LP - Nostalgia Gaúcha - , já fazendo sucesso com Terol do Tio Domingos e a milonga Chimarreando.

Nos anos seguintes estiveram contratados pela gravadora Chantecler, com a qual lançaram nove LPs, todos com grande destaque.

Mais tarde, assinaram contrato com outras gravadoras igualmente importantes: RGE, Som Livre, ACIT e Galpão Crioulo Discos.

OS SERRANOS fazem shows e bailes por muitos lugares Brasil e também se apresentam em cidades de países do Mercosul. Igualmente, atuam em feiras, clubes e CTG's.

Tem 26 discos inéditos, sendo um dos conjuntos que mais vende discos no seu gênero, no país.

Foi o pioneiro na realização de um CD voltado para o Mercosul, no caso, Mercosul de Canções.

Foram feitas gravações conjuntas com importantes artistas do Uruguai, Argentina e Paraguai.

Tem Três discos de ouro. "Isto é... Os Serranos", "Bandeira dos Fortes" e "Os Serranos Interpretam Sucessos Gaúchos".

Em 2009 foi indicado ao Grammy Latino, na categoria de melhor álbum de música de raízes Brasileiras - Regional - , pelo CD Os Serranos - 40 anos - Sempre Gaúchos!

Recebeu diversas premiações que estão elencadas no "release" deste site.

Tem 2 DVDs gravados, Os Serranos ao Vivo na Expointer e Os Serranos 40 anos - Sempre Gaúchos.


Fonte: http://www.osserranos.com.br/

quinta-feira, 10 de março de 2011

MUSICAL CARRUAGEM


"MUSICAL CARRUAGEM" da cidade de Tucunduva/RS

O INICIO
Musical Carruagem foi fundado no ano de 1989 por um dos grupos mais consagrados do Brasil no estilo de bandas, OS ATUAIS.

Na época a idéia era formar um grupo para que seus filhos tocassem, e por isso ficou conhecido como Musical Carruagem Os Filhos dos Atuais.

Logo a banda ficou conhecida em todo o sul do Brasil devido ao grande sucesso que fazia em suas apresentações, e logo veio a consagração no meio musical.

Com o lançamento oficial da banda veio também o 1º LP, na época a musica que se destacou foi FIM DE SEMANA. Um ano mais tarde veio o 2º LP, com as musicas FAZER AMOR COM VOCÊ e AMIGO DO PEITO depois veio o 3º trabalho já na era CD com a musica, POR TI MARIA, e assim sucessivamente a banda foi desenvolvendo seu trabalho até...

O ACIDENTE
No ano de 1992 saindo de Porto Alegre com destino a SC, a banda se envolveu em um acidente que foi uma verdadeira tragédia para grupo e pra todos os fãs do Musical Carruagem, esta fatalidade marcava o começo do fim, pois o acidente interrompeu a carreira promissora de sucesso da banda. Na ocasião um dos integrantes do grupo veio a falecer e vários ficaram feridos, fisicamente e emocionalmente, alguns inclusive nunca mais voltaram a tocar.

A VOLTA
No dia 14 de Julho de 2007, os meninos, Jorge, João, Jeovane, Adriano, e Írio da cidade de Tucunduva, conhecendo a história desta banda, resolveram juntar forças e trazer de volta o MUSICAL CARRUAGEM, para o cenário das bandas, e o ocupar o lugar que já foi seu por direito, para a felicidade dos fãs que viram essa carreira maravilhosa, interrompida pelo acidente.
Algumas pessoas perguntam... Por que âFILHOS DOS ATUAISâ, se já não tem nenhum filho deles na banda?...A resposta é simples, quem criou o Carruagem foram Os Atuais e por isso será sempre um filho dos Atuais.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Banda Cosmo Express




BANDA COSMO EXPRESS

Fundada em meados de 1980 em Caibi/SC, tinha os componentes Elio e Gervázio Backes, que em 1987 tornaram-se dela proprietários, transferindo a banda para Irai/RS, onde introduziram outros quatro irmãos.

Passaram a apresentar-se em comunidades locais e, a partir daí, em 1989, a banda Cosmo Express recebeu convite para apresentar-se no Paraguai, em uma região povoada por brasileiros. Nesta época, o país enfrentava um momento de ditadura. As fronteiras foram fechadas e a banda permaneceu por lá cerca de oito meses.

A partir desta experiência, os irmãos Backes acreditaram no potencial do grupo e passaram a contratar bailes em toda a região Sul do Brasil.

Em 1993 a banda lançou seu 1º disco, reunindo neste, diversos estilos musicais, procurando com isto, estabelecer um estilo próprio. Apresentava shows cower de artistas nacionais e internacionais.

Motivados pela boa aceitação, formaram uma nova banda, chamada Geração Final, com estilo de rock. Dando ênfase a esse gênero musical a banda não obteve o retorno financeiro desejado.

Em 1997, retornando para a banda Cosmo Express, veio 2º trabalho com destaque para a música “Chupa Cabra”. Este CD foi um grande sucesso e a banda passou a apresentar-se nos grandes bailes no Sul do Brasil. Seu 3º trabalho, lançado em 2000, destacou-se com a música “Nosso Baile”, atingindo principalmente o público jovem e as emissoras de rádio e televisão.

Com isso, já em 2001, lançou o 4º CD intitulado “Fusquinha Bordô”. Esse trabalho, produzido pela gravadora Faixa Nobre, e este CD lançou a banda de vez, gravando em 2003 seu 5º CD, também com a parceria da Faixa Nobre. A música “Ana Carolina” foi um grande sucesso, elevando significativamente a popularidade da banda.

No final do ano de 2004 e início de 2005, a Banda Cosmo Express lançou o 6ª CD intitulado “Louca Pra Voltar”, o qual levou a Banda a assumir a 8ª colocação entre , as “Top 20” do ano de 2005, referente à todas as Rádios do Sul do País.

Atualmente, a banda está divulgando seu 7º trabalho com 14 músicas de grande produção musical.

A faixa “Não Dá Pra Aceitar” é o um sucesso em rádios de todo o sul do Brasil.

Esse sucesso dá-se, principalmente, pelo grande profissionalismo de seus atuais componentes: Nilson Backes ( voz solo – trompete ), Elio Backes ( baixo – vocal ), Lúcio Backes ( guitarra – vocal ), Enio Backes ( teclados – vocal), Jorge Andre Pereira ( trombone – baixo – vocal ), Marcos Garcia “Machado” ( trompete – sax – vocal ), Clécio Fellini ( bateria ) e Eduardo Wolff ( trompete – vocal ).

VANDEERLEI RODRIGO

Autor de grandes sucessos, como Muher Chorona que foi gravado pelo musical corpo e alma, onde fez um grande sucesso e depois do sucesso a dupla gaúcha Oswaldir e Carlos Magrão também gravou e depois de estourar nas rádios no sul a dupla sertaneja
Teodoro e Sampaio gravou ela também, tornando-se um dos grandes sucessos da dupla, e além deles a dupla Gilberto e Gilmar também gravou musicas dele.

Outras musicas que são sucessos :Aquela dos olhos negros, Bar da esquina,Ktchaquera, essa entre mais de 300 músicas gravadas por ele mesmo e também outros artistas.
Um de seus Cds foi gravado em Assunção no Paraguai, e teve a músicas Tanga como a mais rodada neste país naquele ano.

Está sendo conhecido como o katchaquiro da América do Sul, pois suas músicas tocam desde Uruguai até México.

Foi Vandeerlei Rodrigo na época quando estava no musical corpo e alma lançou o estilo ktchack
(....o primeiro a lançar esse ritmo chamado ¨Ktchak¨ (Cumbia mais lenta).

A Ktchak é um ritmo que surgiu no México há mais de 30 anos e nunca mais parou de se expandir, é o ritmo mais executado nos paises de lingua espanhola.

Vandeerlei Rodrigo, Possui 2 Cds gravados em espanhol, é artista exclusico da
gravadora Faixa Nobre de Caxias do Sul, seus Cds encontram-se a venda também no site da Som Livre.com, lojas multisom, Programa Gilmar Brasil e canta sul...
Vandeerlei Rodrigo, faz em media 20 shows nacionais e internacionais por mês.

Na sua carreira musical, suas passagens por bandas de bailes foram: Terceira Dimensão "Gravou 3 primeiros CDs da banda", Vanderlei Rodrigo e Banda 5ªAvenida onde gravou o primeiro e emprestou a voz ao segundo", depois de gravar alguns CDs solo e com o Grupo Imagem foi para o Musical Corpo e Alma, onde a banda ganhou grande destaque no cenário musical, O Vol. 15 do Corpo e Alma vendeu 70.000 cópias rendendo disco de ouro a banda, neste disco Vandeerlei gravou "Yo Te Amo" que foi o destaque do CD, e também as musicas "Aquela Dos Olhos Negros e Nosso Amor Terminou" nas versões ao vivo.

E depois de grandes sucessos na bagagem, entrou na carreira solo, sendo que o seu primeiro cd saiu ainda quando fazia parte do corpo e alma, depois da saida, montou uma banda e continuou no estilo KATCHAKA...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Orquestra La Montanara

A Orquestra La Montanara iniciou sua história em Março de 1994. Ela contava inicialmente com 8 músicos, todos oriundos das escolas de música de Teutônia, esta que visava a formação de novos instrumentistas na cidade. Os alunos que mais se destacaram foram convidados a fazer parte de um novo projeto, sob a coordenação do Professor Airton Guilherme Grave.

As primeiras apresentações foram nos tradicionais bailes de kerb, bailes de corais, encontro de grupos de danças alemãs e casamentos. O nome do grupo foi inspirado na música “La Montanara”, do Coral Santa Helena. Uma linda música que fala dos alpes suíços. A distribuição instrumental era da seguinte forma: Trombone, Trompetes, Clarinete, Guitarra e Teclado, este que cumpria a função rítmica do grupo (ritmo eletrônico).

Lentamente, a personalidade e o estilo da banda foi se consolidando. A música tradicional alemã era o foco principal do repertório. Dobrados, marchas e valsas eram tocados com muito entusiasmo, para alegria de todo público. A juvenilidade dos músicos era fator de destaque, pois na época, poucos jovens mostravam interesse em resgatar o repertório tradicional.

Já no seu primeiro ano de existência, em 1995, a Orquestra La Montanara lançou o seu primeiro Cd, entitulado “Unser Kerb”. Este disco foi gerado com muita alegria, pois era fruto de um trabalho sério e uma aposta que estava dando certo.

O horizonte parecia promissor, novas oportunidades surgiam, novos caminhos se abriam, e o próprio grupo sentiu a necessidade de adicionar novos elementos a sua sonoridade. Primeiramente foram incorporados 2 saxofones. Mas o marco divisor estava por vir. Foi no dia 7 de Setembro de 1996, que a Orquestra inaugurou uma nova distribuição instrumental, incorporando Bateria e Baixo, conseqüentemente deixou-se de usar o ritmo eletrônico. A partir daí, a sonoridade se fundiu e uma nova personalidade se criou.

Logo após, no ano de 1997, foi gravado mais um Cd. “La Montanara Vol. 2”.

A cada dia, mais e mais pessoas tomavam conhecimento do trabalho realizado por estes jovens. Novas regiões eram visitadas e com isso a responsabilidade aumentava a cada momento. A filosofia de crescer de forma gradual era um objetivo e uma missão de cada membro do grupo.

O terceiro trabalho, veio naturalmente da busca pelo aprimoramento. No ano de 2000, com o carro-chefe “Trombonaço”, a Orquestra acendeu em busca de seus objetivos. Tornar o nome conhecido e respeitado.

O caminho em direção as grandes festas estava aberto. Os maiores Kerbfest, Bailes de Chopp e Oktoberfest, passaram a confiar a animação de seus eventos à Orquestra La Montanara, que procurava retribuir da melhor forma possível, com muito entusiasmo e profissionalismo. Seguem, diversos locais onde a Orquestra já se apresentou. Oktoberfest: Blumenau, Santa Cruz do Sul, Igrejinha, Itapiranga, Maratá, São Lourenço do Sul, Sogipa ( POA ), Santa Rosa Del Monday ( Paraguai ). Kerbfest: Seara, Poço das Antas, Arabutã, Bom Princípio, Ipira, Piratuba. Bailes de Chopp: Nova Boa Vista, Ipiranga do Sul, Pinhal, Tangará, Leandro Além ( Argentina ).

Na Argentina, que os músicos conheceram Juan Carlos, um grande cantor da região, que gentilmente cedeu a música “Alles Gut !”, que tempos depois, no ano de 2002, se tornou título do próximo Cd, o quarto da carreira.

Paralelamente ao trabalho musical, optou-se por desenvolver um trabalho de expressão corporal, mais dinâmico e com mais movimento. Dançando e desenvolvendo coreografias que estimulem a troca de energia e emoções com o público. Com isso, a Orquestra só teve a crescer no conceito de quem a assistia.

Em Maio de 2005, foi lançado o quinto Cd do grupo, pela Gravadora Vertical. “No Colinho do Alemão” chegou e logo se tornou um sucesso. Marco de um novo momento.

De forma alguma poderíamos deixar de registrar, todos os músicos que ajudaram a escrever esta história. São eles: Airton Guilherme Grave, Gustavo Sieben, Jonas Rhein, Júlio Sulzbach, Samuel Staggemeier, Ismael Staggemeier, Samuel Gerhrard, Anelise Hunecke, Michele Grave, Fernando Wiethölter, Dalírio Schneider, Rodrigo Goergen, João da Silva, Augusto Schaffer.A todos, nosso muito obrigado!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Leyde e Laura


LUCINEIDE (Leyde) e MARINILZA (Laura) nascidas no Estado de Mato Grosso, Lucineide na cidade de Guiratinga e Marinilza na cidade de Pedra Preta, filhas do Sr. José e dona Sidelina, foram criadas na “roça” juntamente com seus déz irmãos trabalhando no plantio de: arroz, feijão e milho.
Seus pais eram os rezadores de terço da região, o primeiro contato da dupla com a música foi através dos cânticos religiosos, além dos causos de fim de tarde, rodas de viola nas reuniões de famílias e da influência do irmão mais velho que sempre esteve envolvido com a música através de duplas e trios do qual fez parte. Por isso, com 10 e 13 anos começaram a cantarolar na beira do rio em seus afazeres doméstico.
Esse irmão (Sandro Lúcio) já havia estabelecido sua carreira, com gravações de discos e programas televisivos, numa de suas visitas à família, o pai da dupla chamou a atenção do filho para assisti-las sem ser visto, uma vez “as meninas” eram muito tímidas, porém, por pouco tempo já que sonhavam com a vida artística e com a fama.
Posteriormente, mudou-se para Rondonópolis-MT e começaram a cantar na rádio local Amorim Juventude no programa do Cafezinho, todos gostaram. Em virtude disso, em meados de 1985 tornaram-se vocalista do irmão viajando por todo o Estado de Mato Grosso e Pará. Com as apresentações houve a necessidade da criação de um nome artístico para a dupla com a ajuda do irmão, em 1987, tornaram-se “Leyde e Laura”.
Em 1988 inicia-se a carreira da dupla, com apresentações nos mesmos estados onde já eram conhecidas, porém foi em 1990 que consolidaram a carreira com a realização de um Show na Exposição de Rondonópolis-MT, levadas pelo contratante Noel Paulino que na ocasião era o presidente do sindicato de Rondonópolis-MT, onde houve acompanhamento da Rede Manchete de Televisão com uma cobertura especial com a dupla.
Conheceram, neste ano, o empresário artístico Oswaldo Galhardi que se interessou pelo trabalho apresentado pela dupla e convidou-as para gravarem seu primeiro disco na cidade de São Paulo-SP.
Foi em 1991 que lançaram o primeiro disco pela Gravadora Tocantins dos queridos Liu e Léo que juntamente com o empresário, acreditaram no crescimento da dupla.
Atualmente, a dupla tem dezesseis anos de uma carreira consolidada, bem estruturada, conhecidas e respeitadas pelo público e colegas de trabalho, com dez discos gravados, apresentações em todo interior do País e além de todos os beneméritos adquiridos também guardam com carinhos os prêmios acumulados nesses anos de carreira, tais como: Ary Barroso, Troféu Tonico e Tinoco, Troféu Tião Carreiro, Troféu Sertanejo e Estrada Boiadeira.


Site: http://www.leydeelaura.com/

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

DANYMAR


Uma trajetória de luta e dedicação, mas também de conquistas e sucessos.

Neste ano Danymar completa 21 anos de carreira, desde o primeiro LP lançado em 1989, ao todo são dois LPs e três CDs gravados em parceira com Diego e um CD/DVD em parceria com Randall. Assim também paralelamente, Danymar desenvolve “brilhantemente” a carreira de compositor. Tudo começou quando veio de Santa Catarina para São Paulo trazendo na bagagem talento, inspiração e principalmente novas idéias formalizadas em melodias e letras que logo de cara encantou as maiores duplas sertanejas do Brasil.

Em 1993 quando gravou com a dupla Christian e Ralf as musicas "Amor da minha vida" e "Se ligue em mim" as coisas começaram de fato a acontecer. Logo no ano seguinte, Zezé di Camargo e Luciano sensíveis a este novo talento da musica brasileira que já começava a despontar, gravaram duas canções de autoria de Danymar; "A gente fica sem se amar" e "Sintonizo o Coração" A partir daí, os anos que se seguiram só confirmaram o que já se percebia no trabalho deste talentoso artista. Hoje são mais de 600 musicas gravadas e interpretadas por grandes artistas nacionais e internacionais.

Um dos maiores admiradores de suas composições é sem dúvida Zezé di Camargo, que já gravou com Luciano de autoria de Danymar mais de 30 canções, e entre estas canções está: "Dois corações e uma história", considerada uma das mais lindas obras da musica brasileira, que depois com a aprovação de Zezé foi regravada pelo maior cantor romântico de todos os tempos, Julio Iglesias e lançada mundialmente pela Sony Music.

Alguns dos Sucessos de autoria de Danymar:

Dois corações e uma história “Zezé e Luciano”

Hábito, Do outro lado da cidade “Guilherme e Santiago”

Um coração em um milhão (filme Cupido Trapalhão) “Daniel”

Prazer por prazer Christian e Ralf

Ta no meu coração Edson e Hudson

Vez em quando vem me ver, Coisa de Amigo Chitão e Xororó

Você não sabe amar Chico Rey e Paraná

Ø Artistas que já gravaram canções de Danymar: Zezé Di Camargo e Luciano; Chitão e Xororó; Guilherme e Santiago; Daniel; Rio Negro e Solimões; Sandy e Junior; Cesar Menotti e Fabiano; Eduardo Costa; Rick e Renner; Joana; Gian e Giovani; Sergio Reis; Christian e Ralf; Edson e Hudson; Matogrosso e Mathias; Chico Rei e Paraná; Marcos e Belutti; Jayne; Mauricio e Mauri; Dalvan; Felipe e Falcão; Cleiton e Camargo; Ataíde e Alexandre; As Marcianas; Juliano César; As Mineirinhas; Adalberto e Adriano; Rosa e Rosinha; André e Adriano; Irmãs Galvão; Alan e Aladin; Banda Flor da Serra; Wellington Camargo; Guto e Nando; Rene e Ronaldo; Di Paulo e Paulino; Zé Henrique e Gabriel; ExaltaSamba e Julio Iglesias.

Ø Na área de produção artística e musical Danymar já fez trabalhos importantes. Na verdade suas composições mais conhecidas têm os arranjos e concepções musicais criadas por Ele. Exemplo disso são as canções “Dois corações e uma história”, “Prazer por prazer”. Também já produziu várias duplas em inicio de carreira, passando a estes artistas muito da sua experiência e também da sua qualidade musical. Em 1994, fez parte da equipe de produção do primeiro CD da dupla Edson e Hudson. Fato que a própria dupla conta na participação e também no depoimento que fazem no DVD de Danymar com Randall lançado em 2008.

Ø Novo Projeto, Novo CD:

Com o talento que lhe é peculiar, disposição e o objetivo de buscar novos horizontes, trilhar novos caminhos e melhorar a cada dia, Danymar lança carreira solo e grava um novo projeto. Com visão e sensibilidade ao momento da musica Sertaneja, a canção “Uma Noite de Amor”, é a primeira a ser trabalha do novo CD. Neste novo Álbum, novidades em relação ao repertório, arranjos e sonoridade. É só conferir.

e-mail: contato@danymar.com.br

msn: cantordanymar@hotmail.com

site: www.danymar.com.br

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Paulinho Mixaria




Paulinho Mixaria é um humorista brasileiro. Nasceu no Rio Grande do Sul e vive na cidade de Gramado.
O apelido “Mixaria” surgiu motivado pela pequena estatura do humorista, e acabou suplantando, inclusive, o nome do sua criação de mais sucesso. Por isso a caracterização de Mixaria no palco é a mesma de seu personagem mais popular – uma figura tipicamente gaúcha originalmente batizada de “João Mentira“.
Paulinho Mixaria chegou a incrível marca de 500 mil cópias vendidas de seus CDs independentes, com músicas, piadas, e trechos dos seus shows de humor.